AgriculturaNotícias

PECUARISTAS DE LEITE DE PATROCÍNIO BUSCAM MELHORIA GENÉTICA

Participe do Grupo no Telegram

A melhoria da genética nos rebanhos bovinos é importante para se obter uma maior produtividade e ganhar competitividade no mercado. Na produção de leite, isso tem se tornado cada vez mais necessário. Uma parceria firmada entre a ABS, empresa de genética bovina, e a Cooperativa Agrícola de Patrocínio (Coopa) vai ajudar os produtores associados a darem um salto na produção.

Através do projeto “Mais Produtividade”, desenvolvido pela ABS, pecuaristas de pequeno e médio portes terão acesso à tecnologia de embriões. A implantação de embriões acelera em sete vezes a melhoria genética que seria promovida apenas pela inseminação artificial. 

As expectativas em relação à parceria são positivas e é esperado avanço rápido na melhoria genética, na produção e na competitividade dos produtores de leite. De acordo com o médico veterinário e gerente de Negócios Embriões da ABS, Pedro Ivo Silveira Henriques, a parceria da ABS com a Coopa busca entregar o melhoramento genético para os pequenos e médios produtores da região de Patrocínio. 

A Coopa fez a identificação dos produtores com potencial para participar do projeto. O objetivo, nesta primeira fase, é entregar de 100 a 200 prenhezes confirmadas aos 60 dias. “Estes embriões, que serão utilizados, são produzidos através de fêmeas geneticamente superiores com touros da bateria ABS. Uma das vantagens da transferência de embriões é que o produtor consegue selecionar o grau de sangue desejado conforme a necessidade de manejo e do sistema de produção da propriedade”, explicou Henriques.

Com a implantação dos embriões, que são sexados com predominância para o nascimento de fêmeas, também haverá um salto genético, já que os animais que vão nascer terão genética mais avançada. Além de gerar animais mais produtivos, os embriões selecionados também trarão rusticidade, um aspecto de grande relevância na região. “A técnica permite um salto genético na próxima geração de fêmeas nascidas. O produtor que participar do programa terá animais melhores e em menor tempo. A técnica é sete vezes mais rápida do que a de inseminação”. 

MAIOR PRODUTIVIDADE

Além do avanço na genética, com a técnica também é possível uma maior padronização do rebanho conforme as necessidades. O resultado esperado com o maior nascimento de fêmeas com alto padrão genético é o aumento da produção de leite. “Aumentando a produtividade, o produtor aumenta a competitividade e, consequentemente, a rentabilidade”, explicou Henriques.

Em nota, o presidente da Coopa, Fausto Amaral da Fonseca, disse que o projeto é motivo de comemoração na cooperativa. “Estamos muito esperançosos com a parceria feita com a ABS. Em primeiro lugar, porque acreditamos no valor da genética e da transferência de embriões da empresa, e também pois sabemos a importância do melhoramento genético e da tecnologia para o nosso setor. É uma equipe especializada e competente para trazer ganhos marcantes para os rebanhos”, avalia Fausto.

Pelo Mais Produtividade, que está em fase inicial junto aos produtores associados da Coopa, foram feitas a transferência de embriões na propriedade de cinco produtores. A estimativa é atender cerca de 20 a 30 associados. Outra vantagem da parceria é que o pecuarista que participar do projeto pagará os custos com o leite produzido e entregue nacooperativa. Eles também só farão o pagamento das prenhezes confirmadas e com 60 dias.  

A maioria dos embriões será da raça Girolando – particularmente, Girolando ¾ – mas outros rebanhos terão prenhezes de Girolando ⅝ e 1/2, Gir, Jersey e Holandês. Um dos diferenciais do projeto é que ele também abrange aqueles produtores que ainda não fazem uso da inseminação artificial, oferecendo uma oportunidade de obter os benefícios associados às tecnologias que visam ao melhoramento genético. Todo o processo será acompanhado pela equipe técnica da ABS.

Desde 2012, a ABS já fez mais de 20 mil prenhezes junto aos parceiros de todo o País.

Por Michelle Valverde / Diário do Comércio

PECUARISTAS DE LEITE
A maioria dos embriões que serão usados pela parceria com a ABS será da raça Girolando | Crédito Jadir Bison

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios