GeralNotícias

PAI DE CÁSSIO REMIS LAMENTA: “ELE FOI CRIADO NA BARRA DA MINHA CALÇA SÓ PENSAVA EM POLÍTICA, NÃO TEVE INFÂNCIA, NEM BALADA”

O pai do ex-vereador Cássio Remis dos Santos, assassinado nesta quinta-feira, 24, Marcos Remis dos Santos, o “Marcão”, lamentou a morte brutal do filho. “Foi criado na barra da minha calça. Desde menino dedicou a vida inteira a política. Não teve infância, não teve balada. Foi o mais novo vereador da história aqui e também o presidente da Câmara mais novo da história de Patrocínio”.

Marcos Remis, ex-vereador e ex-secretário de Esportes no Governo do prefeito Lucas Siqueira, comentou a morte de Cássio: “A gente nunca esperava por isso. Cássio, rapaz de 37 anos, a única voz que ecoava pelos quatro cantos desse Município, atendendo especialmente às pessoas mais simples e pobres, foi ceifada covardemente por esse grupo que administra essa cidade”.

Segundo Marcão, “na verdade ele sempre combateu, mas sempre ou com ações dentro do Direito, porque ele era advogado de primeira linha”. E agradeceu o apoio que vem recebendo: “Quero neste momento de dor, agradecer a todos os patrocinenses que manifestaram sentimento, porque na verdade, a gente perde um não só um filho, mas creio que Patrocínio perde uma pessoa que sempre defendeu as pessoas mais simples e mais pobres”, contou.

“Infelizmente, é inadmissível que no Terceiro Milênio, numa cidade de Patrocínio, na qual o Cássio foi criado, pois não nasceu em Patrocínio, mas a tinha como a cidade de origem dele. Você vê as pessoas usar da força para que possam dominar todas as demais pessoas eu acho que o povo Patrocínio, tem que nesse momento refletir sobre se na verdade esse grupo merece ter essa posição que está”, disse o ex-secretário, pai do advogado assassinado.

Marcos Remis fez uma reflexão: “Cássio hoje deve estar lá em cima com Deus e aqui vai deixar só nossa dor e o sentimento nosso, porquê foi criado na barra da minha calça. Aqui dentro dessa casa (Câmara Municipal) quando Vereador. Desde menino ele dedicou a vida inteira a esta causa. Não teve infância, não teve balada, só se dedicava à politica”.

Cássio Remis era presidente do PSDB em Patrocínio e novamente candidato a vereador nas próximas eleições, uma vez que na última concorreu a prefeito. Mas ele pretendia mais. O pai Marcão sabia disso: “Na verdade tinha pretensões futuras e eu tenho certeza o horizonte já havia aberto pra ele. Talvez seja esse o motivo pra que ele tivesse sido assassinado da forma brutal como foi”, concluiu.

Fotos e matéria: Rede Hoje/Luiz Antônio Costa

PAI DE CÁSSIO REMIS
Ex-vereador e ex-secretário Municipal de Esportes, Marcos Remis dos Santos lamentou a perda do filho.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios