Agricultura

Secretaria de Agricultura beneficia 450 produtores com calcário

Publicado em

A partir dessa semana, cerca de 450 pequenos produtores do município serão beneficiados com a doação de 7 mil toneladas pelo Governo Municipal, como informa o Secretário de Agricultura, Pecuária e Infraestrutura Rural, Rubens Rocha Machado.
Ainda segundo Rubens, a partir de agora, a Prefeitura conta com o respaldo da Lei nº 4900/2017, que institui o Programa de Fomento à Atividade Agropecuária e Desenvolvimento Socioeconômico no município.
De acordo com a Lei, o calcário será distribuído para os produtores cadastrados no Programa Rural, mediante requerimento à Secretaria de Agricultura e Pecuária, ficando de responsabilidade do produtor o pagamento pelo seu transporte do local do fornecedor até o destino final.
Para participar do Programa Rural, os interessados devem se enquadrar nas seguintes condições:
I – ser pequeno produtor rural ou agricultor familiar (menos de 50 ha);
II – ser membro de uma das Associações Rurais existentes no Município;
III – estar quites com os cofres municipais;
IV- ter propriedade rural localizada no Município de Patrocínio.

Leia Também:  Deiró Marra confirma reformas no estádio Pedro Alves.

A Lei ainda legaliza a cessão de operadores e maquinários da Prefeitura (trator, patrol, carregadeira e retroescavadeira) aos pequenos produtores rurais autônomos ou vinculados às Associações (até 10 horas-máquina por beneficiário, uma vez ao ano), como fomento à atividade agropecuária, para construções de terreiros de café, trincheira para silos, reservatórios de água, terraplanagem para edificações rurais, dentre outra atividades.
Após o deferimento pela Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária, o interessado deverá pagar aos cofres públicos, através de guia específica, o valor correspondente ao número de horas autorizado, de cada máquina, de acordo com a Unidade Fiscal do Município – UFM, para liberação do maquinário e operador.
Asscom – Prefeitura Municipal de Patrocínio

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Agricultura

Pesquisa mostra que produtores rurais são cada vez mais jovens e ligados em novas tecnologias

Published

on

Uma pesquisa da EY, uma das maiores empresas de consultoria e auditoria do mundo, em colaboração com a CropLife Brasil, uma associação que reúne as principais empresas atuantes na cadeia produtiva do agronegócio, revelou que o Brasil está testemunhando o surgimento de uma nova geração de agricultores.

O estudo aponta que esses novos empreendedores rurais apresentam níveis mais elevados de escolaridade em comparação com o que era observado há 30 ou 40 anos, além de um enfoque mais técnico e uma maior disposição para adotar tecnologias inovadoras.

De acordo com os resultados da pesquisa, quase 60% dos empreendedores rurais no Brasil pertencem à faixa etária de 25 a 44 anos. Essa nova geração de produtores rurais está redefinindo a imagem tradicional do agricultor brasileiro.

“O agronegócio brasileiro está se tornando cada vez mais maduro, atingindo níveis de eficiência e produtividade sem precedentes no mundo. As novas tecnologias em maquinário, implementos e irrigação disponíveis atualmente buscam solucionar a delicada equação entre produtividade, qualidade e sustentabilidade, que é uma preocupação fundamental dessa nova geração de agricultores”, afirma Cauê Campos, CEO do Grupo Pivot, uma empresa líder nacional na comercialização de máquinas agrícolas e sistemas de irrigação.

Leia Também:  ACIP/CDL E SINDCOMÉRCIO SOLICITAM AO PODER PÚBLICO NÃO AUMENTO DA TARIFA E A VOLTA DE 30 MINUTOS NO ESTACIONAMENTO ROTATIVO

Cauê, que representa a segunda geração da empresa (ele é filho do empresário Jorge Campos, um dos fundadores do Grupo Pivot), reconhece que os produtores rurais de hoje têm um perfil substancialmente diferente em comparação com décadas anteriores.

Para ele, com as tecnologias que estão sendo incorporadas ao campo atualmente, o Brasil está ingressando em uma nova era em seu agronegócio. “Sem subestimar a experiência daqueles que vieram antes e abriram novos horizontes, hoje temos agricultores mais atentos às pesquisas e aos dados gerados pelas soluções tecnológicas digitais disponíveis”, enfatiza o CEO da Pivot.

Além dos equipamentos de irrigação e máquinas agrícolas tradicionais, Cauê destaca a presença de várias soluções digitais que auxiliam os agricultores na gestão de seus negócios, como a plataforma Fieldnet da Lindsay e a AFS Connect da Case IH.

De acordo com Cauê, essas plataformas digitais, acessíveis por meio de qualquer smartphone ou tablet, oferecem uma ampla variedade de ferramentas para a gestão de propriedades rurais, incluindo o planejamento de plantio e colheita, manutenção de produtividade e de equipamentos agrícolas.

“Essas soluções digitais estão integradas a equipamentos como tratores com sistemas de piloto automático, colheitadeiras com mapeamento de área e até sistemas de irrigação com estações meteorológicas. Hoje, os equipamentos e ferramentas tecnológicas nos inserem na chamada agricultura 4.0”, destaca o CEO da Pivot.

Leia Também:  PRODUTORES DE LEITE DE PATROCÍNIO REÚNEM-SE NO SINDICATO RURAL PARA MUDAR A POLÍTICA DO PREÇO MÍNIMO DO LEITE

Outro estudo conduzido pela consultoria especializada Fruto Agrointeligência também destaca a tendência de rejuvenescimento da agricultura brasileira. A pesquisa revela que a idade média dos agricultores no Brasil está em torno de 46 anos, o que contrasta significativamente com os 58 anos dos agricultores americanos e os 60 anos dos europeus, que são os principais concorrentes do Brasil no setor agropecuário.

Além disso, alguns segmentos da agricultura nacional já estão sendo liderados pela nova geração, como os produtores de algodão, onde 60% têm menos de 35 anos e 52% possuem curso superior, seguidos pelos agricultores do Cerrado, com 44% abaixo dos 35 anos e 42% com formação superior.

Os produtores de hortaliças também estão aderindo a essa tendência, com 40% deles com menos de 35 anos e 26% com curso superior. Esses números destacam a crescente presença e qualificação da nova geração de agricultores brasileiros no cenário agrícola nacional.

Fonte: Pensar Agro

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE BH

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA