Geral

Galvani -Mineradora em Serra do Salitre prevê geração de 2 mil empregos

Publicado em

GALVANI DOA REDE ELÉTRICA A CEMIG

Do G1 Triângulo Mineiro com informações do MGTV

(Foto: TV Integração/Reprodução)

O município de Serra do Salitre, no Alto Paranaíba, está prestes a entrar na rota da mineração. A cidade, onde cerca de 80% da economia gira em torno da agricultura, receberá a Galvani Complexo Mineroindustrial da Serra do Salitre. As obras de instalação estão 30% concluídas e foram orçadas em R$ 500 milhões. A empresa, que durante a obra gerou mais de mil empregos, pretende contratar dois mil trabalhadores no período de pico das obras e gerar 700 empregos diretos e outros 500 indiretos. A previsão é de que o negócio entre em operação no segundo semestre de 2017 com a produção de 1,2 milhão de toneladas de fertilizantes fosfatados por ano.

A área industrial tem um milhão e quatrocentos metros quadrados. O gerente de projetos da empresa, Gustavo Horbachi, diz que o espaço será dividido em duas partes. “A gente tem uma área de mineração, que vai ser a primeira a partir do segundo semestre do ano que vem. E uma parte de produção de aços, que vai servir para produzir fertilizantes em 2018. A gente espera que ela entre em operação também”, disse.

Gustavo Horbachi, gerente de projetos (Foto: TV Integração/Reprodução)Gustavo Horbachi, gerente de projetos, detalha
obra  na cidade (Foto: TV Integração/Reprodução)

Impactos
O secretário municipal de Administração, Álvaro Rocha Júnior, elogiou a implantação da empresa na cidade. “É muito positiva para o município, pois vai transformar principalmente o setor econômico. Cerca de 20% do quadro de trabalhadores contratados são formados por pessoas da cidade. A expectativa que temos é de aumento na arrecadação, principalmente por meio da geração de novos empregos. O crescimento da população aumenta a necessidade em vários setores do serviço público. Por isso já planejamos usar esses novos recursos nas áreas de saúde e educação, dentre outras”.

Leia Também:  Mulher esfaqueada por ex-genro no Serra Negra

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Serra do Salitre, Adriano Bernardes da Silva, 80% da agricultura local são compostos pela plantação de café. Os outros 20% são diluídos no setor agropecuário e nas empresas. O chefe de Obras da Prefeitura disse que a cidade precisava de um investimento como o da mineradora. “A expectativa do povo e dos imigrantes que aqui chegaram é essa, de que a mineradora traga progresso à cidade”, disse.

Hotel em Serra do Salitre (Foto: TV Integração/Reprodução)Hotel de Roberto da Silva deverá ser ampliado
(Foto: TV Integração/Reprodução)

O empresário Roberto Domingues da Silva tem um hotel na cidade há oito anos. Ele afirma que, ainda na implantação, a mineradora gerou impacto no negócio. Desde que a obra foi iniciada ele precisou ampliar o tamanho do hotel de 10 para 34 quartos. “O movimento no hotel aumentou em 60%. Agora pretendo construir mais quartos. Tenho a planta está pronta e pretendo começar a mudança em breve. Deveremos contratar mais gente. Talvez algo entre 10 e 15 pessoas”, detalhou.

 

GALVANI DOA REDE ELÉTRICA A CEMIG

A Galvani está há 80 anos no Brasil com 30 anos na operação com fertilizantes. Tem sete unidades distribuídas pelos estados de São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso e Ceará. O Complexo de Minério industrial de Serra do Salitre é o principal projeto da Galvani no Brasil.

Leia Também:  PSDB de Cássio Remis ganha força e "toma" partido de aliados de Deiró

Estivemos nesta quinta-feria, dia 17/11 juntamente numa comitiva de jornalista da região visitando as obras do projeto Galvani em Serra do Salitre, que tem a previsão de inicio de mine-ração, no segundo semestre 2017 e a planta química para 2018.

A obra tem um investimento de U$$ 500 milhões, com capacidade de produção de 1,2 milhão de toneladas anuais de fertilizantes fosfatados.

A geração de emprego é outro benefício do empreendimento para a região que já emprega 700 empregos diretos na construção e oferecerá 1200 empregos sendo 500 destes indiretos quando da produção. Hoje a Galvani tem 60% de suas ações da Yara, maior produtora mundial de adubos.
Conhecemos todo o processo via vídeo e in loco e tiramos algumas de nossas dúvidas. Quanto as condicionantes, dentre elas o CETAS e CRAS, (Centro de reabilitação de animais), imposto pelo IEF de Patos de Minas para ser instalado na Capital do Milho, fomos informados que irão atender o quesito, porém, quanto a localidade é questão de mobilização politica. Outro fato mencionado é que a Galvani custeará a instalação de rede de alta tensão com vinda de Rio Paranaíba até o complexo e será doado à CEMIG. A partir desta semana começa a construção da linha.
Agradecemos aos engenheiros e aos integrantes do departamento e marketing como também do Instituto Lina Galvani pela atenção

 

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Geral

SINDICATO DOS EMPREGADOS, TRABALHADORES ASSALARIADOS RURAIS E AGRICULTORES FAMILIARES NA AGRICULTURA, PECUÁRIA E SIMILARES DE PATROCINIO E REGIÃO.

Published

on

Reconhecido pelo Ministério do Trabalho sob o nº 331.100/72

Em: 11-03-74 – Publicado no DOU em 29-03-74 – CNPJ 18.174.334/0001-47 – Rua Joaquim Carlos dos Santos, 135 – Fone: (34) 3831-1494 – CEP 38.747.074 – Patrocínio / MG.

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Pelo presente Edital de Convocação, o Sindicato dos Empregados, Trabalhadores Assalariados Rurais e Agricultores Familiares na Agricultura, Pecuária e Similares de Patrocínio e Região (Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Patrocínio e Região), por seu presidente abaixo assinado, CONVOCA todos os associados e associadas no gozo de seus direitos sindicais (associados com mais de 06 – seis – meses), que estejam em dia com a mensalidade do mês de Agosto/2023, para participarem da Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada no dia 25 DE SETEMBRO DE 2023, às 18:00 horas, em primeira convocação, com a maioria legal, ou às 19:00 horas em segunda convocação, com qualquer número de associados presentes, tendo como local o Auditório da ACIP/CDL, situado na Rua Joaquim Carlos dos Santos, 141 – Centro Administrativo – Patrocínio – MG – CEP 38.747-074 (ao lado da Sede do Sindicato), para tomarem conhecimento e deliberarem a respeito da seguinte ordem do dia:

Leia Também:  Prefeito doa terreno a empresa que gerará 1200 empregos

– Leitura, discussão e aprovação da ata da Assembleia anterior;

– Ratificação da compra do imóvel urbano, Lote de terreno nº 093, Quadra 45, Setor 12, Face B, medindo 11m de frente para a Rua Abadio Marques Nader, nº 307, com 30,50m pelas laterais, com 335,50m² de área total, situado no centro de Patrocínio/MG, conforme Memorial Descritivo realizado em 12.07.2023, com acréscimo de área de 16,38m², totalizando 351,88m² (trezentos e cinquenta e um metros e oitenta e oito decímetros quadrados), sendo os proprietários do imóvel o presidente do Sindicato Joel da Silva Carvalho; conselheiro fiscal Israel da Silva Pinheiro; Doralice da Silva Pinheiro; Alice da Silva Carvalho e Samuel da Silva Pinheiro;

– Pedido de autorização com deliberação da Assembleia para a diretoria juntamente com a assessoria jurídica do Sindicato tomarem medidas administrativas e judiciais, referente a aquisição dos Lotes nº 165, 117, 104 e 90 – Quadra 66 – Setor 50, no distrito de São João da Serra, município de Patrocínio/MG, adquiridos irregularmente pelo diretor presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Patrocínio em 20.04.2016, conforme instrumento particular de compra e venda, lotes caucionados a Prefeitura Municipal de Patrocínio. Patrocínio – MG, 15 de setembro de 2023.

Leia Também:  Governo comemora aumento de empregos, que acontece todos os anos.

Joel da Silva Carvalho – Presidente

COMENTE ABAIXO:
Continuar lendo

GRANDE BH

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA