GeralNotícias

FREI ÉDERSON QUEIROZ DEIXA EM DEFINITIVO A ORDEM DOS FRADES MENORES CAPUCHINHOS

Há algum tempo estou cuidando de minha mãe, Dunalva de Queiroz, 90 anos, viúva, portadora de Alzheimer.

As Constituições Gerais da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, assim diz no n° 99: “Os frades que, em circunstâncias particulares, com a bênção da obediência, precisarem viver fora de casa, como membros da Fraternidade (convento) a que foram destinados, gozam de seus benefícios como os demais. Sintam-se sempre unidos à fraternidade e, por sua vez, não se omitam de contribuir para o crescimento espiritual e o sustento econômico da Ordem”.

 Até então, o ex-Ministro Geral Frei Mauro Jöhri, os ex-Conselheiros Gerais, Frei José Gislon e Frei Sérgio Dal Moro, e os ex-Ministros Provinciais, Frei Luiz Eustáquio Mendes e Frei Sebastião Lázaro de Oliveira, entenderam que a minha situação estava conforme as Constituições da Ordem, ou seja, sendo membro da Fraternidade de Patos de Minas, residindo com minha mãe, em Patrocínio.

Este não é o entendimento dos atuais superiores da Ordem. Por isso, me fizeram a proposta de voltar definitivamente a Fraternidade de Patos de Minas, deixando os cuidados de minha mãe a outros familiares, ou então, duas modalidades de licença. Sei que os Superiores Maiores, são os primeiros guardiães da lei. Todavia, enche-me de temor e tremor, o Mandamento de honrar pai e mãe (Ex 20,12), e o que Jesus diz: “Vós sabeis muito bem, como anular o mandamento de Deus, por causa das vossas tradições (Mt 15,3-6).  Não desejo que esta severa reprimenda de Jesus, um dia, recaia sobre meus ombros. Entre a lei o Espírito, optei pelo Espírito.

Nestes 14 meses de reflexão e oração e tendo completado 60 anos, cheguei à serena conclusão, de que a vida não me oferece mais a possibilidade de postergar decisões. A família de minha mãe é bastante longeva. Então, com muita serenidade, não sem sofrimento interior, decidi deixar definitivamente a Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, ingressando-me no clero diocesano da Arquidiocese de Uberaba.

O processo de transferência está em andamento, tem uma duração de 3 a 5 anos. Neste tempo, tendo sido acolhido pelo Arcebispo de Uberaba, Dom Paulo Mendes Peixoto, com aprovação do Conselho Presbiteral, passo a ser membro de seu clero.

Portanto, estou deixando de ser frade, para ser padre diocesano. Dom Paulo, permitiu que a minha presença junto a minha mãe, em Patrocínio, seja por tempo indeterminado. Nos finais de semana, auxiliarei numa Paróquia, da Arquidiocese de Uberaba, ainda ser definida. Foi também, com muita luta interior, que, depois, de uma intensa vida pastoral,  que cheguei a mais bela e pacificadora conclusão: atualmente minha missão, minha pastoral, minha paróquia, minha missa,  meu povo, agora é a minha mãe; nesta que, certamente, é a última estação de sua vida. Nada é tão gratificante quanto seu sorriso, seu agradecimento, seu olhar puro como de uma criança. Agradeço a Ordem, por tudo que dela recebi depois dos meus 18 anos. A beleza maior foi conhecer São Francisco e Santa Clara de Assis. Estes carregarei eternamente no coração, procurando segui-los nos caminhos de Jesus. À Arquidiocese de Uberaba, minha gratidão, por acolher-me, possibilitando-me continuar cuidando de minha mãezinha e exercer o ministério sacerdotal. Nunca podemos nos esquecer e nem nos omitir diante do IV° mandamento da lei de Deus: “cuidar de pai e de mãe.” Ainda que exija uma profunda imolação. O grande bispo, poeta e profeta do Araguaia, Dom Pedro Casaldáliga, dizia: “Em caso de dúvida, opte pelos pobres”! Nesta sociedade de descarte, os idosos, fazem parte de uma lista imensa de pessoas descartadas. O Papa Francisco, diz de periferias existenciais, os idosos muitas vezes, estão neste lugar.

A Vida Religiosa Consagrada, é um grande dom do Espírito, quem bebeu nesta fonte, jamais esquecerá. A vida Franciscana Capuchinha sempre foi meu encanto. Uma vez encantado, sempre encantado.

A Igreja necessita de pessoas encantadas, esta é a melhor forma de evangelizar; sinto-me um homem encantado.

A Vida Religiosa Consagrada, e, portanto, a Vida Franciscana Capuchinha, trazem consigo os Conselhos Evangélicos, da pobreza, obediência e castidade, no seguimento de Jesus. Um é mandamento, o outro, um conselho. Quero continuar abraçando a ambos.

Guardo a todos e a todas, no coração.

O programa Na mão de Deus, o Evangelho do dia, continuará normalmente.

Franciscanamente,

Éderson Queiroz, presbítero da Igreja de Jesus

Patrocínio, 22 de outubro de 2020

FREI ÉDERSON QUEIROZ
Patrocinense está deixando de ser Frade para ser Padre Diocesano

4 Comentários

  1. Frei Ederson, o senhor é encantado e continua nos encantando. É o pastor que encanta suas ovelhas, apesar do tempo nublado, das tempestades ou de um sol brilhante. Obrigada por ser esse homem de Deus, humilde e fervoroso como Francisco de Assis. Um grande abraço e espero sua benção. Dininha

  2. Bom dia Frei Edson! Rezei a sua decisão! Como padre diocesano quero te acolher de coração, mesmo na Diocese de Uberaba, pois somos uma família! Quando Dom Claudio pediu para que viesse servir em SC, disse que com a minha na idade em que encontrava, eu não saria da proximidade dele! Isso dá uma dignidade na opção que nem imagina o conforto! Parabéns pela sua decisão! Até mim emocionei diante de suas palavras! Deus abençoa meu querido irmão! Meu afetuoso abraço e Deus abençoa na missão! Pe Armando! Palma Sola SC.

  3. Na nossa vida as vezes temos que mudar o curso da nossa história para trilhar outros caminhos. Se o Senhor escolheu cuidar de sua mãezinha com certeza Deus o iluminou para essa decisão. Tenho certeza que deve ter sido uma decisão difícil, dois amores. De um lado a mãe precisando de cuidados e frágil, do outro lado a vocação e sua missão. Mas quem honra pai e mãe é um Ser privilegiado e abençoado. Que Deus continue te abençoando e iluminando seus passos. Abraços carinhosos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de Anúncios Detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios