NotíciasGeral

EuroChem Salitre completa um ano com 50% de avanço no cronograma da obra do ProjetoEuroChem Salitre completa um ano com 50% de avanço no cronograma da obra do Projeto

EuroChem celebra nesta quarta-feira, 22/02, um ano da aquisição do Complexo Mineroindustrial de Serra do Salitre, em Minas Gerais, e registra um marco importante: o avanço de 50% no cronograma da obra da segunda fase do projeto, que consiste na implantação de plantas químicas de ácido sulfúrico e de ácido fosfórico, considerando a respectiva montagem eletromecânica, o alteamento de uma das estruturas geotécnicas e o comissionamento da instalação. O marco foi alcançado três meses antes do estimado no planejamento da obra, que teve início em julho de 2022 e deve ser concluída no primeiro trimestre de 2024.

EuroChem Salitre é a primeira unidade de mineração do Grupo EuroChem fora da Europa – a empresa possui outras quatro minas, além de nove plantas químicas com capacidade de produção de 20 milhões de toneladas/ano de fertilizantes. Atualmente, em Salitre, a mina e a planta de beneficiamento, que já estão em operação, produzem cerca de 400 mil toneladas de concentrado fosfático por ano. Quando a obra da segunda fase estiver concluída, Salitre produzirá 1 milhão de toneladas de fertilizantes fosfatados por ano.

O Vice-presidente de Produção Upstream e Projetos/CapEx na América do Sul da EuroChem, Gustavo Horbach, ressalta a relevância da unidade para o agronegócio brasileiro.

“A aquisição do Complexo de Salitre nos torna um player na produção de fertilizantes na América do Sul, atuando da mina à mesa, da produção à distribuição. Estamos presentes de norte a sul do Brasil e na Argentina, com 22 unidades de mistura e distribuição. Salitre consolida nossa estratégia de crescimento, de forma alinhada ao Plano Nacional de Fertilizantes. A nossa produção de fertilizantes fosfatados para o mercado nacional representará 15% do consumo interno, o que reduzirá a dependência das importações deste insumo e fortalecerá a competitividade do agronegócio no país”, afirma Horbach.

Em adição, Horbach destaca a estratégia adotada para a retomada do projeto. “Temos cerca de 2,5 mil trabalhadores na obra e, em fevereiro, registramos 3 milhão de horas trabalhadas sem acidentes com afastamento. A rápida integração dos nossos profissionais contribuiu para que alcançássemos os resultados atuais. Trabalhamos de forma integrada e temos o compromisso de atuar de maneira sustentável e contribuir com o desenvolvimento socioeconômico dos territórios onde estamos inseridos, compartilhando valor com as comunidades que nos recebem”, esclarece.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo